quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

A Cereja do Fundão


Cultivada na região desde finais do século passado, a cereja foi a grande responsável pela projecção desta região como região fruteira. As variedades regionais são conhecidas e cobiçadas por todos os operadores que demandam a Cova da Beira. Sendo os grandes pomares de cerejeiras relativamente recentes, a sua apanha não se reveste dos rituais que acompanham outras produções. Contudo, há indícios que comprovam a importância sociocultural e económica da cereja na região desequilibrado orçamento. Aqui cresce e frutifica à maravilha a cerejeira (...). Nas nossas ravinas e encostas, onde o castanheiro se mirrou, plantai mais e mais cerejeiras, enxertai as já existentes em ordem a criar um tipo único que possa impor-se no mercado da fruta.
Uma só cerejeira de bom fruto não tem valor comercial, mas centos delas já podem chamar ao lambisco do interesse de negociantes ladinos, quando por mais temporã a cereja da planície se tiver consumido, virá a nossa mais serôdia, por imposição climática, com a sua polpa rija e sabor delicioso, satisfazer o apetite de uma boa fruta (...)”.

(Fonte desconhecida)

4 comentários:

ana salvado disse...

esta muito giro

Gena disse...

Acho ke a informação reconhida devia ter mais conteudo e o nosso blog esta a ficar sem esse conteudo,que faz falta porque vai tirar o interesse ao blog

Professora Helena disse...

Eu concordo que o blog deveria ter mais conteúdo! Mas podemos sempre continuar a trabalhar nele!

Professora Helena disse...

Ah... e mais uma vez, vocês esqueceram-se de retirar a referência do sítio de onde retiraram a informação... isso é muito importante, não se podem esquecer...